Telejornais: entre histórias, tempos e telas

Elizabeth Bastos Duarte

Resumo


O presente trabalho centra sua atenção em um tipo específico de narrativa: aquela aportada pelos telejornais. Nessa direção, recuperam-se aspectos, concernentes a esse subgênero, já examinados em outros trabalhos, com o objetivo de refletir sobre as reais condições dos textos dos telejornais constituírem-se em um registro confiável para a construção de uma historiografia do contemporâneo.  Não há dúvida de que os telejornais, ao contarem suas histórias, vêm procurando não só agregar contribuições advindas das novas tecnologias digitais, como se apropriar de suas potencialidades, canalizando-as em prol de um melhor desempenho de sua tarefa. Tudo faz pensar que as incontáveis possibilidades de armazenamento e arquivamento de dados por elas aportados façam dos telejornais matéria prima de alta qualidade (fonte primária) para a reconstituição da história mais recente em nível planetário, visto que permitem, inclusive, a comparação e confrontação de diferentes versões sobre um mesmo acontecimento.

Palavras-chave


Comunicação; Memória; Telejornalismo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/memorare.v5e32018274-291

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Elizabeth Bastos Duarte

Revista Memorare, Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2358-0593.

  Licença Creative Commons
Revista Memorare de Revista Memorare está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.