A constituição arquetípica na construção da narrativa da personagem Killmonger no filme Pantera Negra

Joyce Luiza Alves Botelho, Gutemberg Alves Junior Geraldes

Resumo


Este artigo tem como objetivo identificar a identidade arquetípica representada pelo personagem Killmonger do filme Pantera Negra e expor a importância da utilização de estruturas arquetípicas na construção de narrativas. Para atingir esse objetivo, foram utilizados autores como Jung (2000), Mark e Pearson (2003) e Couto (2004). O artigo aborda tópicos como definição de arquétipo e o desenvolvimento de narrativas por meio dos arquétipos. Após a análise proposta é possível afirmar que o personagem em questão possui, de maneira predominante, o arquétipo do herói. Porém, sua experiência de vida fez com que as características negativas desse arquétipo surgissem, tornando o fora-da-lei seu subarquétipo. Ainda, este artigo comprova a importância dos arquétipos na construção de narrativas e no conhecimento amplo de um público ou de uma marca.

Palavras-chave


Arquétipos; Herói; Narrativa

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/memorare.v5e3201845-65

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Joyce Luiza Alves Botelho Correio, Gutemberg Alves Geraldes Junior Correio

Revista Memorare, Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2358-0593.

  Licença Creative Commons
Revista Memorare de Revista Memorare está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.