COMO EMPRESAS DISTRIBUIDORAS DE ENERGIA ELÉTRICA BRASILEIRAS ATENDEM ÀS DIRETRIZES DA GLOBAL REPORT INITIATIVE EM SEUS RELATÓRIOS DE SUSTENTABILIDADE?

Luiz Carlos Augusto de Carvalho, Luiz Panhoca

Resumo


O crescimento da importância de questões socioambientais aumentou a necessidade das organizações comunicarem de forma consistente e confiável suas ações aos stakeholders através da publicação de relatórios de sustentabilidade. Entretanto, existem algumas dificuldades relacionadas à elaboração desses relatórios destacando-se a não obrigatoriedade de apresentação e a falta de padronização. Com base nisso, esse artigo tem o propósito de verificar como as concessionárias de distribuição de energia elétrica brasileiras tem atendido as diretrizes da Global Report Initiative (GRI) quando da elaboração de seus relatórios de sustentabilidade. O estudo, de natureza qualitativo, utilizou a técnica de análise de conteúdo para verificar a presença ou ausência dos indicadores propostos pela Global Report Initiative em 52 relatórios de concessionárias de energia elétrica. Os resultados mostraram que as concessionárias atenderam parcialmente as diretrizes e que as informações divulgadas, em sua maior parte, não passam por um processo de verificação externa. O estudo contribui ao evidenciar que a regulação e a obrigatoriedade de elaboração desses relatórios não proporcionam uma melhor qualidade de divulgação.


Palavras-chave


Setor elétrico. GRI. Sustentabilidade.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v7e32018150-173

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.