SANEAMENTO EM ÁREAS URBANAS NA AMAZÔNIA: APLICAÇÃO DO SISTEMA DE INDICADORES PEIR

Vítor Abner Borges Dutra, Paulo Vitor dos Santos Gonçalves, Marcus Victor Almeida Campos, Paulo Amador Tavares, Norma Ely Santos Beltrão

Resumo


A cidade de Belém (PA) é historicamente estruturada em função de sua rede hídrica onde as relações entre a urbanização e as águas foram fundamentais para a configuração da ocupação do território e para a elaboração dos sistemas de saneamento básico. Por esta razão, considerando esta cidade como estudo de caso, este estudo objetivou utilizar a matriz Pressão – Estado – Impacto – Resposta (PEIR) aplicada ao canal da Tamandaré, considerando as características ambientais locais, para avaliar os indicadores de saneamento e coleta de resíduos sólidos. O PEIR é uma metodologia de análise para interpretação dos diversos elementos constituintes de um dado sistema ambiental. O modelo PEIR obteve 14 indicadores que permitiram uma visualização ampla dos problemas ambientais relativos ao canal da Tamandaré. Os resultados demonstraram pressão elevada advinda do crescimento populacional sobre a área de estudo, principalmente com acúmulo de resíduos e esgotamento sanitário ineficiente. Em contrapartida, foi notada uma relação positiva entre nível de escolaridade e o conhecimento dos entrevistados a respeito da responsabilidade compartilhada sobre o meio ambiente. Os dados obtidos sobre indicadores ambientais devem auxiliar os gestores municipais na tomada de decisão para mudanças nas políticas públicas e nas práticas de gestão para desenvolvimento de programas em prol da sustentabilidade.

 


Palavras-chave


Indicadores de Sustentabilidade. Urbanização. Qualidade Ambiental.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v7e22018652-671

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.