EVIDENCIAÇÃO DE INFORMAÇÕES E CUSTOS AMBIENTAIS: UM ESTUDO EM EMPRESAS PARTICIPANTES DA CARTEIRA DO ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL (ISE) E DO PROGRAMA EM BOA COMPANHIA DA BOVESPA

Alexandre Costa Quintana, Alex Sandro Rodrigues Martins, Flávia Verônica Silva Jacques, Paula Roberta Pereira Costa Valle

Resumo


Neste processo de desenvolvimento empresarial e cuidado com as questões ambientais, a contabilidade pode contribuir com a entidade como fonte de informação, pois coleta, registra, mensura e analisa todas as informações sobre a relação da empresa com a sociedade, quanto aos aspectos econômicos, sociais e ecológicos. O panorama apresentado em decorrência dessas transformações sociais e culturais impulsiona os profissionais da área contábil a trabalharem de forma mais participativa nos assuntos relacionados com as questões ambientais e sociais na execução dos seus serviços contábeis. Neste sentido, o objetivo geral desse trabalho é analisar se as empresas participantes da Carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) e do Programa em Boa Companhia da Bovespa de 2011, utilizam-se dos demonstrativos fornecidos pela contabilidade para evidenciar informações e custos ambientais, no período de 2003 a 2011. Em termos metodológicos é um estudo descritivo, documental, com dados obtidos por levantamento. Nota-se por este estudo que os demonstrativos contábeis, de modo geral, não evidenciam de forma clara aspectos relacionados aos custos ambientais, o que promove uma lacuna a ser preenchida, principalmente pelos relatórios de Sustentabilidade elaborados pelas companhias. Os profissionais da Contabilidade, bem como as normas reguladoras, precisam procurar alternativas para evidenciar e mensurar os custos ambientais nos demonstrativos contábeis existentes, dessa maneira contribuindo ainda mais para a transparência empresarial frente aos seus usuários.


Palavras-chave


Custos ambientais. Responsabilidade social. Índice de sustentabilidade empresarial. Programa em Boa Companhia.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v3e22014142-177

R. gest. sust. ambient., Florianópolis.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 2238-8753 Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.