POLÍTICAS DE CIRCULAÇÃO DE LIVROS DIDÁTICOS DE ALFABETIZAÇÃO NO SUL DE MATO GROSSO E SEUS MÉTODOS (1927-1961)

Thaise da Silva, Estela Natalina Mantovani Bertoletti

Resumo


Neste estudo, analisam-se dispositivos de circulação de livros didáticos de alfabetização, também denominados cartilhas, na escola primária do sul do estado de Mato Grosso, entre 1927 e 1961. Para tanto, realizou-se uma pesquisa qualitativa de base documental, na qual foram examinados documentos legais de cunho nacional e estadual, que nortearam o ensino primário durante este período. A partir dos documentos investigados, buscou-se compreender o investimento feito para ensinar a ler e a escrever à luz desses artefatos. Os resultados alcançados indicam que os dispositivos legais analisados, de forma direta ou indireta, indicavam o método de alfabetização e os livros didáticos que deveriam circular naquele contexto, subjetivando práticas didáticas e a forma de pensar a alfabetização a cada nova lei ou decreto criados.


Palavras-chave


História da alfabetização; Políticas públicas; Livros didáticos de alfabetização.

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/prppge.v11e202017268-286

Poiésis. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN-e 2179-2534

Licença Creative Commons

Poiésis is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License.

Apoio:

 FAPESC

 

ANPED