IDEOLOGIA E FILIAÇÕES DE SENTIDO NO ESCOLA SEM PARTIDO

Andréia da Silva Daltoé, Ceila Maria Ferreira

Resumo


O Projeto de Lei nº 193 Escola Sem Partido, proposto no Senado em 2016, visa a defender leis contra o abuso da liberdade de ensinar, chamando de doutrinação ideológica ao que os professores estariam fazendo em sala de aula. Diante do embate sobre o Projeto e demais que vêm sendo propostos nas casas legislativas do país, chama a atenção o modo como ideologia é tratada no texto da lei, em contraponto ao que se entende por neutralidade científica e política. Considerando, portanto, que a proposta não estaria dissociada da práxis social, este estudo objetiva analisar, pelos pressupostos teóricos da Análise do Discurso de linha pecheutiana, como o Projeto nº 193 se articula à conjuntura atual e como estabelece filiações de sentido a discussões sobre ideologia de outros momentos da história.

Palavras-chave


Escola Sem Partido; Ideologia; Neutralidade; Prática política

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.