Discurso e Memória: relações discursivas entre o conto teoria do medalhão e o anúncio publicitário doutor.

Carla Soares Pereira, Vanda do Socorro Furtado Amin, Analaura Corradi

Resumo


Neste artigo, analisa-se o conto Teoria do Medalhão (1881), de Machado de Assis, e o anúncio publicitário audiovisual Doutor (2016), da Volkswagen. A partir dos pressupostos teóricos e metodológicos da Análise do Discurso, procedeu-se ao estudo comparativo das narrativas, observando-se confluências e alteridades no enunciado discursivo delas, no contexto das relações entre memória e produção discursiva. Para isso, os escritos de Mikhail Bakhtin (1981, 2003), Michel Foucault (1971) e Maurice Halbwachs (1990) foram fundamentais. Como resultado da investigação, percebeu-se que o diálogo entre os textos é intenso e revelador/desvelador: ambos expressam o conteúdo discursivo da busca de empoderamento social advindo de um título que designa visibilidade às pessoas, o de doutor/medalhão, e mostram como isso é experimentado, visto e compartilhado pelas personagens que desempenham papéis sociais de pais e filhos, sujeitos de memória.

Palavras-chave


Análise do Discurso; Memória; Teoria do Medalhão; Doutor

Texto completo:

PDF/a


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.