A fúria do Führer: um estudo das estratégias discursivo-pragmáticas presentes num “viral” do Youtube

Júlio César Araújo, Rafael Rodrigues da Costa

Resumo


Algumas teorias sobre pressuposição (STRAWSON, 1952; KEENAN, 1971) em enunciados e sobre cenas de enunciação (MAINGUENEAU, 2008) são revisitadas neste artigo, cujo objetivo é identificar como e onde os pressupostos pragmáticos aparecem num corpus composto de quatro vídeos postados no repositório Youtube. Tais vídeos são parte de um fenômeno viral da internet e reproduzem uma mesma cena do filme alemão A Queda, acrescendo a ela legendas em que o conteúdo original do filme dá lugar a diálogos sobre temas contemporâneos. A análise nos autoriza a concluir que a figura de Adolf Hitler, principal personagem do trecho de filme reproduzido, passa por uma mudança de cenas enunciativas englobantes e genéricas, a partir da qual é possível reinseri-lo em determinados contextos. Daí emergem pressuposições que ora o satirizam, ora o ridicularizam.

Palavras-chave


Cena enunciativa; Pressuposição; Web 2.0; Viral; Adolf Hitler

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.