Discursos sobre o idoso: sexualidade e subjetividade.

Adélli Bortolon Bazza, Pedro Navarro

Resumo


O objetivo deste trabalho é fazer uma descrição da forma como a sexualidade do idoso é representada em diversos processos discursivos. Tal recorte se deve ao fato de que, nos últimos anos, houve um aumento da população idosa e esta se tornou objeto de uma produção discursiva que fez emergir a figura do novo idoso. Entre as práticas características dessa subjetividade está uma sexualidade ativa. A partir de uma perspectiva discursiva, calcada nos pressupostos lançados por Michel Foucault, foi constituída uma série enunciativa composta de diversos textos em que a sexualidade do idoso é abordada. Essa série é analisada com base em conceitos foucaultianos como objetivação, subjetivação, práticas discursivas e dispositivo da sexualidade, de modo a apontar estratégias recorrentes na criação de um discurso da sexualidade do idoso. A análise aponta que a representação da sexualidade idosa é diferente em processos de objetivação e de subjetivação.

Palavras-chave


Discurso; Dispositivo; Sexualidade; Idoso.

Texto completo:

PDF/a


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.