Implicações socioculturais e ideológicas da tradução de textos sensíveis: reflexões a partir do pai nosso e suas múltiplas possibilidades de leitura

Cláudio Márcio do Carmo

Resumo


Este trabalho utiliza o recurso explicativo paratexto no caso de traduções de textos sagrados, também considerados textos sensíveis dadas as peculiaridades que lhes são inerentes. Construindo um paratexto, procuramos focalizar num primeiro momento diferentes perspectivas de forma a problematizar tanto o processo tradutório quanto as diferentes versões geradas para públicos particulares. Como categoria de análise, optamos pelas escolhas lexicais, por partirmos do pressuposto de que existem implicações socioculturais e ideológicas que subjazem à semântica de cada item lexical escolhido, mostrando qual ponto de vista orientou a tradução, porque essas implicações, muitas vezes, são colocadas de maneira mais nítida na forma de um paratexto que possa conduzir o leitor. Como exemplo, produzimos um paratexto baseado numa tradução que se pretende universal para a oração do Pai Nosso segundo Mateus.

Palavras-chave


Paratexto; Tradução; Pai Nosso

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.