Descrição do gênero “defesa” de trabalhos de grau: tipificação e singularidade

Maria Auxiliadora Bezerra

Resumo


Os objetivos deste artigo são descrever o gênero defesa de trabalhos, identificando formas tipificadas, características de defesa de dissertação e de tese, e demonstrar que não se constituem gêneros diferentes, pois são retomadas formas de agir idênticas, esperando-se obter os mesmos efeitos: obtenção de título acadêmico. Para isso, analisamos, à luz de estudos sociorretóricos, oito defesas audiogravadas e respostas de professores e de pós-graduandos à pergunta “O que é defesa de dissertação/tese?”. As análises demonstram presença de formas tipificadas idênticas (como exposição de texto-resumo, questionamentos, respostas) e dados singulares (situação distensa, informalidade e uso de palavras denotando aproximação), possibilitando algumas conclusões: “defesa de trabalho de grau” pode ser utilizada como uma expressão superordenada; singularidades dependem mais dos participantes da interação social onde ocorre a defesa do que da ação social de defesa de trabalho e a especificação “dissertação”/”tese” reflete os gêneros escritos, que originam sua defesa oral.

Palavras-chave


Gênero; Dissertação; Tese; Defesa

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.