O jornal escolar como mídia contra-hegemônica – jornalismo de escola não modelado pelo jornalismo comercial dominante

Adair Bonini

Resumo


Neste trabalho é analisada a influência de jornais alternativos no processo de configuração midiática de um jornal escolar. Trata-se de uma experiência de ensino e aprendizagem de Língua Portuguesa desenvolvida em uma escola da rede municipal de ensino da cidade de Florianópolis/SC, Brasil, da qual participaram 25 estudantes, a professora, e dois pesquisadores. Nessa experiência, desenvolvida sob a égide da Análise Crítica de Gêneros (BONINI 2011; 2013), foram utilizados, como base do trabalho pedagógico, jornais alternativos – de bairro, de igreja, de partido, etc. Buscou-se, neste estudo, considerando as fases do processo de produção do jornal escolar, verificar o tipo de mídia construída e se ela se alinharia, em alguma medida, com um perfil de mídia contra-hegemônica.

Palavras-chave


Jornal escolar; Mídia; Gêneros do discurso; Contra-hegemonia.

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.