DAS RELAÇÕES ENTRE LINGUAGEM, COGNIÇÃO E INTERAÇÃO – ALGUMAS IMPLICAÇÕES PARA O CAMPO DA SAÚDE

Edwiges Maria Morato

Resumo


Neste ensaio dedicamo-nos a uma discussão sobre uma questão de grande interesse contemporâneo: as relações entre linguagem, interação e cognição e suas contribuições ao campo da Saúde. A primeira das questões com as quais nos deparamos frente a esse tema diz respeito à vocação interdisciplinar do estudo voltado a essas relações. A segunda trata brevemente da relação entre ciência básica e aplicada e entre modelos biomédico e biossocial, em geral vista a partir de uma perspectiva dicotômica em função do frame naturalista, que caracteriza o campo das Neurociências e, também, o da Neurolinguística. Para exemplificar nossas ponderações, levamos em conta o contexto das afasias e o da Doença de Alzheimer. Por fim, tecemos considerações sobre os desafios que se colocam para a relação entre esses três elementos – Cognição, Neurociências, Saúde.

Palavras-chave


Cognição. Interação. Afasia. Doença de Alzheimer.

Texto completo:

PDF/A


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.