SUJEITO DO ENSINO E ARTICULAÇÕES DE PODER: CONSENSO DE VERDADES NA EDUCAÇÃO

Antonio Genário Pinheiro dos Santos, Maria Eliza Freitas do Nascimento

Resumo


Inscrito nos pressupostos teórico-metodológicos da Análise do Discurso francesa, este estudo objetiva analisar os lugares de consenso e a produção de efeitos de verdade na educação, tratando-a sobre o trajeto da essencialidade e do caos. Para tanto, fundamenta-se nos estudos de Foucault (2005, 2006a, 2006b, 2007) e de Pêcheux (2008), voltando-se para a análise de capas da revista Nova Escola a partir de uma leitura discursiva que considera os lugares reservados ao sujeito do ensino – aluno e professor – e as articulações de poder-saber no campo da mídia, por meio dos quais se discute a educação brasileira. Atrelado à investigação acerca da discursividade e do sentido, o presente estudo dialoga com a proposta de oferecer um espaço de discussão ligado, por sua vez, à linguagem e seu funcionamento, apontando para a construção de um real no qual impera o dizer e a cena do dito.

Palavras-chave


Discurso. Consenso. Educação. Mídia.

Texto completo:

PDF/A


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.