A tatuagem como gênero: uma visão discursiva

Sandro Braga

Resumo


Este ensaio apresenta uma perspectiva de leitura do material semiótico constitutivo da tatuagem como um gênero discursivo. Para isso, parte-se do arcabouço teórico bakhtiniano acerca dos gêneros do discurso, estabelecendo uma interface com a Análise do Discurso de corrente francesa.

Palavras-chave


Discurso; Gênero discursivo; Tatuagem

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.