A tese da primazia da metáfora, defesa e problematização: um estudo a partir de Vico

Alessandro Zir

Resumo


Este artigo defende, com base no pensamento do filósofo italiano moderno Giambattista Vico, a tese que aponta a linguagem poética e metafórica como sendo a linguagem primeira. Considerando contribuições de alguns autores atuais para o tema, se apontará igualmente para a contemporaneidade da abordagem de Vico. A noção da linguagem metafórica como linguagem primeira foi formulada por Giambattista Vico na sua obra Principii di Scienza Nuova. De acordo com ele, a linguagem de uma comunidade surge de um contacto, carregado de fantasia e imaginação, entre tudo o que está imediatamente próximo aos seres humanos concretos, como suas emoções e seus corpos, que não são derradeiramente conhecidos por ele, e as coisas de um mundo externo também desconhecido. A 'linguagem abstrata' e a distinção entre o metafórico e o literal surgem apenas mais tarde, quando esse enraizamento dos significados na eclosão imaginativa de uma cultura específica passa a ser esquecido e é tomado como pertencendo apenas às coisas nelas mesmas, objetivamente.

Palavras-chave


Conhecimento; Linguagem; Metáfora; Retórica; Significado

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.