O efeito sujeito-discente e o efeito sujeito-docente no discurso do DADEB: breve análise discursiva sob a perspectiva da sustentabilidade

Janete Silva dos Santos, Sheila de Carvalho Pereira Gonçalves, Karyleilla dos Santos Andrade

Resumo


Este artigo, apoiando-se em pressupostos teórico-metodológicos da Análise do Discurso de linha francesa, analisa certos efeitos do discurso que apela à reconfiguração identitária de sujeitos no âmbito educacional, focando especificamente o Ensino Médio e mobilizando, nesse contexto, discursos de sustentabilidade, conforme Hargreaves e Fink. O corpus da investigação constitui-se de excertos do documento Direito à aprendizagem e ao desenvolvimento na educação básica (DADEB), produzido pelo Ministério da Educação (MEC). Os resultados da reflexão apontam o esforço, mediante estratégia discursiva, de apagamento dos conflitos que inevitavelmente perpassam a reconfiguração identitária projetada no referido documento, visto que, ao propor um novo perfil para o sujeito-discente, não deixa de instaurar a necessidade de reconfiguração do perfil do sujeito-docente, silenciando, porém, os entraves para essa desejada reconstrução identitária.

Palavras-chave


Discurso; Identidade; Sustentabilidade; Ensino Médio

Texto completo:

PDF/A


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.