Dez anos de PCNs de língua estrangeira sem avaliação dos livros didáticos pelo PNLD

Maura Regina da Silva Dourado

Resumo


Passados dez anos do lançamento dos Parâmetros Curriculares Nacionais de línguas estrangeiras (BRASIL, 1998), a língua inglesa permanece fora do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Como os documentos fazem um deslocamento de ensino sobre a língua para um ensino visando ao engajamento discursivo do aluno, i.e., língua como prática social, partimos da hipótese de que os livros didáticos, mesmo sem avaliação pelo PNLD, têm tentado se adequar aos princípios postulados pelo documento oficial. O objetivo deste artigo é, portanto, comparar a proposta dos PCNs de LE com a de duas séries didáticas – Great! e English In Formation. O corpus se restringe a dois textos e respectivas atividades, cuja análise evidencia a concepção de língua como código e texto como pretexto para ensino de vocabulário e gramática, a descaracterização de gêneros textuais, e a inclusão de atividades de leitura e linguagem que vão de encontro ao documento.

Palavras-chave


Parâmetro curricular; Livro didático; Língua inglesa; Letramento; Gênero textual

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.