Metáfora e argumentação: uma abordagem cognitivo-discursiva

Solange Coelho Vereza

Resumo


O paradigma cognitivista no estudo da metáfora ressalta a natureza desse tropo como figura essencialmente de pensamento e não apenas de linguagem. Como resultado desse novo enfoque, a linguagem passou a ter um papel relativamente secundário como lócus da metáfora e, conseqüentemente, como foco da pesquisa em metáfora. No entanto, vários teóricos vêm, mais recentemente, destacando a dimensão discursiva da metáfora, propondo uma articulação entre discurso e cognição. Este trabalho afilia-se a esta tendência, tendo como objetivo explorar a dimensão argumentativa da metáfora, em especial a metáfora nova, como um recurso de natureza cognitivo-pragmática. Expressões metafóricas, discursivamente inter-relacionadas, que formam “nichos metafóricos” em textos persuasivos, serão examinadas.

Palavras-chave


Metáfora; Cognição; Persuasão; Pragmática

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.