Heterogeneidade enunciativa no discurso sobre o ambiente na imprensa portuguesa: funcionamento e efeitos do discurso directo

Rui Ramos

Resumo


O presente artigo pretende dar conta de algumas das dimensões mais relevantes da heterogeneidade enunciativa (Fonseca, 1992 (1989)) que marca as manifestações do discurso de imprensa sobre o meio ambiente. Centra-se sobre aspectos estruturais centrais e sobre o funcionamento pragmático-comunicativo do discurso directo, mecanismo citacional sistematicamente usado no corpus recolhido. Além de apresentar várias possibilidades de organização sintagmática, o discurso directo está ao serviço estratégico da projecção de determinada imagem do locutor do discurso citante, elemento essencial do exercício da influência que caracteriza largamente o discurso jornalístico sobre o ambiente.

Palavras-chave


Discurso relatado; Discurso directo; Enunciação; Meio ambiente

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.