Considerações sobre o gesto de autoria na Moderna Gramática Portuguesa (1961), de Evanildo Bechara

Thaís de Araujo da Costa, Vanise Gomes de Medeiros

Resumo


Calcado no aporte teórico da Análise de Discurso – Pêcheux e Orlandi – na sua relação com a História das Ideias Linguísticas – Auroux e Orlandi –, este artigo tem por objetivo refletir sobre a produção do gesto de autoria na primeira edição da Moderna Gramática Portuguesa (1961), de Evanildo Bechara. Para tanto, a análise se detém na compreensão dos efeitos produzidos no dizer do gramático pelo comparecimento do termo fonêmica e na depreensão do processo de distinção entre este e o que então se tinha por fonética e fonologia.

Palavras-chave


Análise de Discurso; História das Ideias Linguísticas; Gramática; Evanildo Bechara; Autoria

Texto completo:

PDF/A


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.