Fanzine: a plurivalência paratópica

Aurea Suely Zavam

Resumo


Este artigo relata uma pesquisa a partir da qual se discute a relação entre paratopia e dispositivo enunciativo. Fundamentada em suportes teóricos da Análise do Discurso, a investigação toma como objeto de análise fanzines literários, levantando elementos que assegurariam a paratopia desse dispositivo. Parte-se do pressuposto de que dispositivos considerados marginais, ou independentes, como o fanzine, por exemplo, trariam inscrita, como constitutiva de seu discurso, sua condição paratópica.

Palavras-chave


Paratopia; Dispositivo enunciativo; Fanzine; Discurso

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.