O discurso de neutralidade na imprensa

Sandra Helena Dias de Melo

Resumo


Este trabalho objetiva mostrar o modo como manuais de redação e estilo jornalísticos constroem a imagem neutra do texto noticioso e da imprensa. Considerando que a língua não é algo transparente e nem simplesmente um instrumento para a comunicação (FAIRCLOUGH, 2001), analisou-se o modo como a informação, o objeto primordial da imprensa, a partir de técnicas para a padronização da linguagem jornalística, tende a ser vista como se fosse um produto imparcial desse veículo de comunicação. Foram analisados, com esse propósito, os manuais dos jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo. O exame do material permitiu as seguintes conclusões: 1) a imprensa identifica o texto noticioso como completo e imparcial; 2) a língua da imprensa é sustentada como transparente e, conseqüentemente, 3) a imprensa ganha uma imagem neutra.

Palavras-chave


Estilo; Informação; Texto; Jornalismo; Notícia

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.