Interdiscursividade e conflito entre discursos sobre raça em reportagens brasileiras

Célia Magalhães

Resumo


Neste artigo, parto de debates sobre a questão racial nas teorias sociais brasileiras para analisar um corpus contemporâneo de reportagens de um jornal brasileiro. Meu objetivo é a investigação da mudança nos discursos mediados sobre raça. Com base em uma combinação de ferramentas teóricas e metodológicas da análise crítica do discurso e da lingüística de corpus, focalizo palavras chave usadas no jornal para se referir à cor da pele, as relações lexicais criadas em torno dessas palavras, e sua associação com a intertextualidade. A análise combinada das relações lexicais e da intertextualidade permite perceber uma tensão entre termos relativos à cor da pele e à origem cultural e um conflito entre discursos originados de distintas classificações de raça. A análise também permite uma interpretação cautelosa da dialogicidade e, portanto, das diferentes orientações para a diferença racial nas reportagens.

Palavras-chave


Raça; Léxico; Intertextualidade; Dialogicidade; Interdiscursividade

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.