Era o verbo um deus? – análise de João 1:1 a partir da teoria da relevância

Marcos Souza

Resumo


Uma das grandes questões na teoria da tradução diz respeito ao nível de interferência permissível ao tradutor na busca de melhor esclarecer ao leitor do texto traduzido as nuances, conflitos, perturbações e até ambigüidades possivelmente existentes no texto original. Já ao crítico da tradução cabe procurar identificar, ao confrontar texto original e texto traduzido, o quanto o primeiro foi alterado, suavizado, explicado, interpretado, etc. pelo tradutor e, se possível, os motivos que o levaram a isso. Este trabalho, a partir de uma das passagens mais polêmicas na tradução do Novo Testamento da Bíblia (o primeiro versículo do primeiro capítulo do Evangelho de João), procura identificar um campo de aplicação para a teoria da relevância de Sperber e Wilson, concebendo-a como uma ferramenta de auxílio tanto ao tradutor quanto ao crítico da tradução.

Palavras-chave


Pragmática; Teoria da relevância; Tradução; Crítica da tradução

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.