Um entre outros: a emergência da rasura na aquisição da escrita

Cristiane Carneiro Capristano

Resumo


Este artigo apresenta resultados de pesquisa cujo objetivo foi analisar rasuras (apagamentos, inserções, sobreposições etc.) ligadas à segmentação de palavras por espaços em branco, presentes em enunciados escritos produzidos por crianças do Ensino Fundamental I. Com base em pressupostos teórico-metodológicos do Paradigma Indiciário, foram identificadas, num corpus constituído de 708 enunciados escritos, 198 rasuras. Essas rasuras foram interpretadas como pistas de um momento particular da relação sujeito/linguagem que sinalizam um deslocamento do sujeito escrevente em relação à (sua) escrita e à do outro. Como resultado, pôde-se observar, dentre outros fatos, a existência de lugares preferenciais para o aparecimento de rasuras ligadas à segmentação e, portanto, de lugares mais propícios para o deslocamento do sujeito escrevente. Embora, por princípio, rasuras pudessem ocorrer em inúmeros pontos dos enunciados infantis, ocorreram de forma significativa em pontos nos quais se localiza a presença de clíticos e de monossílabos acentuados.

Palavras-chave


Aquisição da escrita; Rasura; Ortografia; Segmentação gráfica

Texto completo:

PDF/A


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.