“Cobra Norato”, uma investida modernista na (re)criação da linguagem

Luiza Lieni Bressan

Resumo


Resumo: Este artigo apresenta um estudo comparativo entre o poema “Cobra Norato”, de Raul Bopp e a lenda homônima, narrada por Luís da Câmara Cascudo, procurando (re)construir a linguagem como ruptura dos “velhos” padrões da poesia clássica.

Abstract: This article introduces a comparative study between the poem “Cobra Norato” by Raul Bopp and the homonymic legend, reported by Luís Câmara Cascudo, looking for (re)construct the language like rupture of the “old” standart of the classical poesy.


Palavras-chave


Estética modernista; Símbolos; Linguagem poética e cultura popular

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.