O jornalismo como (re)produtor de enunciados

Darlete Cardoso

Resumo


Resumo:O enunciado não é uma frase ou um aglomerado de frases, mas um conjunto de idéias que, em contexto, dão sentido ao discurso. O presente ensaio tem como objetivo analisar a enunciação no processo de comunicação e interação social, realizada pelo jornalismo como produtor de informação. Demonstra como o jornalismo produz e reproduz enunciados através do discurso noticioso, que utiliza fragmentos da realidade, seja para a transmissão de cultura, seja para influir ideologicamente na formação de opinião pública. O jornalismo fala ao mundo, fala do mundo e fala no mundo. E, nesse falar, utiliza-se da teoria da enunciação e da polifonia na tentativa de apagar as marcas de subjetividade presentes em quaisquer discursos.

Abstract: This essay analyzes the journalistic statement in the communication process and social interaction. The journalism produces and reproduces statements as actual break ups. It speaks to the world, speaks of the world and speaks in the world. However, this speech is not exempt of subjectivities. The statement theory and poliphonic theory are capable to study these strategies.


Palavras-chave


Enunciado; Enunciação; Polifonia; Discurso; Jornalismo

Texto completo:

PDF


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.