Fronteiras litorâneas no conceito de sujeito em pesquisas sobre a subjetividade em jogo no ensino-aprendizagem de línguas

Carla Nunes Vieira Tavares

Resumo


Este trabalho pretende problematizar a relação de afetação do conceito de sujeito elaborado na psicanálise freudolacaniana em pesquisas com base na Análise do Discurso, conhecida no Brasil como AD de linha francesa, sobre a temática da relação sujeito-língua. Em especial, interroga pesquisas sobre o ensinoaprendizagem de línguas, em uma perspectiva discursiva, que enfocam tal temática. O artigo, primeiramente, aborda a leitura do conceito de sujeito nos estudos sobre o discurso; em seguida, analisa os desdobramentos teóricos e metodológicos que decorrem do comprometimento com tal conceito sob a perspectiva psicanalítica freudo-lacaniana; e, por fim, problematiza os limites da relação de afetação entre os campos da AD e a psicanálise quanto a esse conceito. As considerações apontam para a necessidade de procedimentos de constituição e de análise de corpora que privilegiem a subjetividade em sua relação constitutiva com a linguagem.

Palavras-chave


Discurso; Sujeito; Língua

Texto completo:

PDF/A


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.