Acontecimento discursivo e memória de imagens na reprodução de sentidos “controlados” pela mídia

João Marcos Mateus Kogawa, Denise Gabriel Witzel

Resumo


Este trabalho inscreve-se no campo da Análise do Discurso para, a partir daí, dialogar com os atuais trabalhos de Courtine, no intuito de pensar o funcionamento discursivo do imagético. Mobilizamos o conceito de intericonicidade proposto por Courtine (2011) e Chéroux (2009) para analisarmos algumas relações possíveis entre um enunciado que circulou no Facebook em 11 de setembro de 2012 e os efeitos de sentido construídos pela mídia sobre o 11 de setembro de 2001. Com efeito, o enunciado que circulou no Facebook caracteriza-se pela materialização contrastiva do 11 de setembro de 2001 e um outro: o 11 de setembro de 1973. Este último retrata o momento do golpe de Estado no Chile, financiado pelos EUA, que depôs o então presidente Salvador Allende.


Palavras-chave


Discurso; Enunciado; Intericonicidade

Texto completo:

PDF/A


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.