Reflexões sobre a recategorização referencial sem menção anafórica

Valdinar Custódio Filho

Resumo


Este trabalho tem como objetivo descrever uma estratégia de construção referencial ainda pouco discutida: a recategorização sem menção anafórica. Consideramos que uma vertente dos estudos em referenciação tem procurado assumir com mais intensidade os pressupostos sociocognitivistas que coordenam as pesquisas em Linguística Textual na atualidade. A partir daí, surgem propostas explicativas que falam em favor de uma integração de múltiplos fatores para a construção do referente. Dentro desse processo, uma consequência esperada é a verificação de que o fenômeno não tem como permanecer circunscrito à ocorrência de sintagmas nominais. Vê-se, assim, que a estratégia aqui descrita contribui para compreender o alargamento pelo qual o fenômeno da recategorização vem passando desde as reflexões iniciadas na década de 1990.

Palavras-chave


Referenciação; Recategorização; Anáfora

Texto completo:

PDF/A


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.