Referenciação metadiscursiva no gênero carta pessoal no interior do romance: um estudo de caso

Renato Cabral Rezende

Resumo


Este trabalho pretende discutir a referenciação metadiscursiva como fenômeno inerente ao gênero carta pessoal quando representado no interior de outro gênero discursivo, o romance. A carta pessoal tem como uma de suas características o não esgotamento em um único artefato textual. O gênero possibilita a si próprio uma duração longeva, alimentada pela troca epistolar entre os interactantes. No romance epistolar, a troca de cartas promove a passagem do tempo, a realização de ações e a construção do enredo. O corpus deste trabalho é a obra Relato de um certo oriente, de Milton Hatoum. Analisaremos exemplos de referenciação metadiscursiva de que lança mão a narradora-missivista para informar seu interlocutor, seu irmão, sobre a família de imigrantes libaneses que os adotou. Aponta-se como conclusão que o gênero carta, quando representado no interior de um romance, “exige” a referenciação metadiscursiva na/para condução do enredo e na criação da atmosfera memorialística da obra.

Palavras-chave


Referenciação; Metadiscurso; Gênero epistolar; Romance; Milton Hatoum.

Texto completo:

PDF/A


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.