Representações de escrita de alunos de Mestrado em Letras

Adriana da Silva

Resumo


Verificamos as representações sociais de escrita de alunos de Mestrado em Letras. Procuramos usar a Teoria das Representações Sociais para investigarmos as representações da escrita de 10 alunos do Mestrado em Letras de uma Universidade Federal do interior de Minas Gerais. Associamos essas representações aos discursos sobre a escrita difundidos na esfera acadêmica. Trata-se de um estudo qualitativo, baseado em narrativas elaboradas por esses alunos. Concluímos que, durante o maior período de escolarização desses alunos, as representações da escrita foram negativas, mas se transformaram em positivas com o passar do tempo. Isso demonstra que as representações são plásticas, flexíveis, pois antigas representações dão lugar a novas representações em função das experiências humanas, influenciadas por novos contextos. As narrativas sobre a história da escrita podem ser um caminho para professores conhecerem os percursos da escrita desenvolvidos por seus alunos, assim como permitem a identificação das representações sociais desses alunos.

Palavras-chave


Representações sociais; Escrita; Narrativa

Texto completo:

PDF/A


Ling. disc. Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1982-4017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.