Políticas Editoriais

Foco e Escopo

Política Editorial/Normas para submissão 

Linguagem em (Dis)curso – LemD – é um revista quadrimestral, aberta a colaboradores brasileiros e estrangeiros, destinada a estudos textuais e discursivos. Os trabalhos publicados em Linguagem em (Dis)curso, portanto, estão circunscritos aos objetos texto e discurso, separadamente ou em sua intersecção, e às teorias pertinentes a tais objetos. Artigos provenientes de outras áreas somente serão avaliados quando, de alguma forma, estiverem dialogando com a temática aqui proposta.

A LemD recebe textos em fluxo contínuo.

Condições de submissão

1. A submissão será realizada através do Portal de Periódicos.

2. A revista publica artigos, ensaios, debates, retrospectivas (estado da arte) originais que contemplem pesquisa ou discussão teórica ainda não publicada, e resenhas. Desse modo, ao encaminhar o texto, o autor está automaticamente declarando que é inédito e que não o submeteu a outra publicação periódica ou coletânea.

3. No caso de uma retomada (de texto publicado na Linguagem em (Dis)curso ou de outro periódico/obra) para revisão e/ou ampliação, essa condição deve estar explícita no texto e deve ser submetida aos editores, para verificação de sua pertinência.

4. Os textos podem ser redigidos em português, inglês, espanhol ou francês.

5. Os textos devem ser formatados pelas normas da ABNT.

6. O trabalho deve ser acompanhado, se for o caso, de uma declaração de conflito de interesses.

7. As instituições patrocinadoras da pesquisa devem ser mencionadas no trabalho.

8. Toda pesquisa envolvendo seres humanos ou animais deve ter aprovação prévia de comissão de ética. Nesses casos, o número do protocolo na comissão de ética deve ser mencionado no trabalho.

9. Os textos serão enviados sem identificação dos autores (nas chamadas e nas referências, utilizar XXX) – V. normas para submissão.

10. Os editores reservam-se o direito de não publicar trabalhos de um mesmo autor (ou autores) em intervalos menores que duas edições.

 Gêneros aceitos na revista[1]

a) artigo de pesquisa – texto com o mínimo de 5.000 e o máximo de 9.000  palavras, contendo o relato de uma pesquisa empírica;

b) ensaio – texto com o mínimo de 5.000 e o máximo de 9.000 palavras, contendo discussão de um problema teórico relevante ao campo em que se insere;

c) debate – texto com o mínimo de 5.000 e o máximo de 9.000 palavras, contendo diálogo crítico com outro texto publicado na revista;

d) retrospectiva (estado da arte) – texto com o mínimo de 5.000 e o máximo de 9.000 palavras, contendo histórico analítico e crítico de teorias, abordagens ou tradições de pesquisa (relativos ao campo textual-discursivo);

e) resenha – texto com o mínimo de 1.000 e o máximo de 1.500 palavras, contendo o registro e a crítica de obras, livros, teses, monografias, etc., que estejam, no máximo, há dois anos da data de publicação. A LemD privilegia a avaliação da produção brasileira.

A contagem das palavras, em todos os casos acima, inclui as referências e os anexos.


[1] No início do texto, o autor deve indicar em que categoria, a seu juízo, ele se insere.

Números Especiais ou Dossiês Temáticos

Linguagem em (Dis)curso pode abrir chamada de trabalhos com temas específicos ou convidar pesquisadores para organizar edições especiais ou dossiês temáticos. Estas edições especiais ou dossiês temáticos também podem surgir de propostas submetidas espontaneamente por estudiosos reconhecidos no campo de abrangência da publicação. Nestes casos, as propostas devem ser formalmente apresentadas pelos pesquisadores por meio de formulário específico, a ser encaminhado após manifestação de interesse. Uma vez aprovadas, os organizadores de edições especiais ou dossiês temáticos prepararão o cronograma de acompanhamento e supervisionarão o processo. Ainda que a edição tenha organizador(es) específicos, todos os artigos passam por pareceristas anônimos, devendo ser acatadas as normas da revista.

 

Políticas de Seção

Artigos

Insira aqui a política desta seção

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenha

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Ensaio

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Debate

Debate com autores publicados na revista.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Retrospectiva

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê

Reservado para edição especial organizada por pesquisadores, podendo incluir artigos, ensaios, debates, retrospectivas. Os textos são filtrados pelos organizadores e seguem, no mais, a política dos textos de fluxo contínuo. O dossiê terá de cinco a dez artigos.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Os trabalhos recebidos são avaliados em duas etapas.

Na primeira etapa, realizada pelos editores, avaliam-se aspectos relacionados com a adequação dos originais às normas editoriais. Nesta etapa, o texto pode ser desqualificado se:

a) não estiver de acordo com as normas da revista e da ABNT;

b) for apenas uma revisão de literatura sem posicionamento crítico;

c) caracterizar-se apenas como resumo de monografia (especialização, dissertação, tese);

d) apresentar redação imprópria (inadequação quanto aos gêneros aceitos pela revista, problemas de coesão, etc.); e

e) apresentar problemas de formatação (parágrafos feitos na barra de espaços, linhas em branco entre parágrafos e referências, gráficos e figuras que não permitam visualização adequada.

Na segunda etapa, os textos selecionados, sem identificação autoral, são enviados a dois consultores anônimos que avaliam suas qualidades de escrita e de conteúdo. Dois pareceres negativos desqualificam o trabalho; havendo discordância de pareceres, é solicitado um terceiro; alternativamente, a decisão, considerando a especialidade, caberá aos editores.

Em qualquer etapa, contudo, é dada atenção aos procedimentos relativos à ética em pesquisa, inclusive quanto à originalidade dos textos.  

Critérios gerais de avaliação:

a) contribuição para o conhecimento no campo;

b) definição do tema;

c) metodologia em relação ao gênero;

d) consistência teórica;

e) adequação teoria e análise/discussão;

f) resposta aos objetivos e questões;

g) formulação linguística;

h) coerência na relação título/resumo/texto;

i) atualidade e relevância das referências.

Revisão Final

Se o texto for aceito para publicação, os editores permitem-se introduzir ajustes de formatação ou mesmo pequenos ajustes de conteúdo. Trabalhos aprovados com restrições serão encaminhados  aos autores para que sejam reformulados. Nesses casos, os editores se reservam o direito de recusar os textos caso as alterações neles introduzidas não atendam às solicitações feitas pelos pareceristas. Alterações recomendadas e não aceitas devem ser devidamente justificadas pelos autores. Em última análise, a aceitação dos textos é decidida pelos editores, na dependência de elementos a que os avaliadores não tenham acesso, por se tratar de avaliação cega.

O autor deve ser comunicado do recebimento da sua colaboração no prazo de até oito dias, e do resultado da avaliação do seu trabalho em até seis meses após a data da primeira comunicação. Nos casos em que os seis meses não sejam suficientes para o fim do processo de tramitação, os autores serão comunicados de que seu artigo ainda encontra-se em avaliação. É direito dos autores solicitar informação sobre a situação de seu trabalho no caso de haver atraso nessa comunicação.

O texto revisado deve apresentar todos os dados de identificação.

Uma vez submetido o trabalho, os autores não devem solicitar sua retirada até a finalização dos trâmites, salvo se houver atraso excessivo na informação do resultado e se a avaliação não estiver em curso.

Os editores devem ser consultados se houver interesse em republicação (na forma de capítulo) ou tradução para publicação no exterior – neste caso, a fonte original do trabalho deve ser explicitada.

Os artigos de Linguagem em (Dis)curso são publicados mediante a autorização expressa de seus articulistas, sobre os quais recaem as respectivas responsabilidades legais relativas às informações neles veiculadas. Um termo de responsabilidade deve ser preenchido e assinado pelo(s) autor(es) quando da submissão do artigo (V. Normas para Submissão).

 

Periodicidade

Linguagem em (Dis)curso é uma publicação quadrimestral, aberta a colaboradores do Brasil e do exterior que estejam interessados em questões relativas ao campo textual-discursivo. Os trabalhos nela publicados, portanto, estão circunscritos aos objetos texto e discurso, separadamente ou em sua intersecção, e às teorias pertinentes a tais objetos.

A revista recebe textos em fluxo contínuo.

Não há taxas para submissão e avaliação de artigos.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Indexação

  • EBSCO Publishing
  • Scientific Electronic Library Online - SciELO
  • Cambridge Scientific Abstracts: Base de Dados: Linguistics & Language Behavior Abstracts
  • MLA International Bibliography
  • Linguistics Abstracts (Blackwell Publishing)
  • Ulrich's Periodicals Directory
  • DOAJ: Directory of Open Access Journals
  • CLASE: Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades
  • Latindex: Sistema Regional de Informação para Revistas Científicas da América Latina, Caribe, Espanha e Portugal
  • Dialnet (Universidad de La Rioja)
  • JOURNALSEEK: Genamics JournalSeek
  • CAPES: Portal de Periódicos
  • OASIS.BR: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia
  • Geodados: Indexador - Universidade Estadual de Maringá - ISSN 1518-7667

 

Qualis CAPES

Qualis A1 (SciELO)