NIVEL DE EVIDENCIAÇÃO DA GOVERNANÇA PÚBLICA NOS MUNICÍPIOS DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI

Laiane Gonçalves Chagas Vespermann, Lis Daiana Bessa Taveira, Roberto Silva da Penha

Resumo


Este estudo tem como objetivo verificar o nível de evidenciação de governança pública em municípios das mesorregiões dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri em Minas Gerais. Como metodologia, adotou-se a abordagem descritiva, documental quanto aos objetivos e qualitativa no tocante à abordagem do problema, com a interpretação dos resultados provenientes da aplicação de um checklist. Os resultados apontaram que os níveis de evidenciação dos pilares de Governança Pública são muito desiguais entre os municípios da amostra. As dificuldades e limitações no atendimento aos Pilares da Governança Pública foi de forma predominante nos municípios menores.

Palavras-chave


Governança Pública; Pilares da Governança; Administração Pública; Governança Corporativa.

Texto completo:

PDF/A

Referências


ALEXANDRINO, M.; PAULO, V. Direito administrativo descomplicado. 23. ed. São Paulo: Método, 2015.

BAIRRAL, M. A. C.; SILVA, A. H. C.; ALVES, F. J. S. Transparência no setor público: uma análise dos relatórios de gestão anuais de entidades públicas federais no ano de 2010. Revista de Administração Pública, v. 49, n. 3, p. 642-675, 2015.

BRASIL. Cartilha da Lei de Responsabilidade Fiscal, Brasília: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. 2015. Disponível em: . Acesso em: 27 fev. 2017.

BRASIL. Tribunal de Contas (TCU). Referencial básico de governança aplicável a órgãos e entidades da administração pública. 2 ed. Brasília: TCU, Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão, 2014. Disponível em: . Acesso em: 24 fev. 2017.

BRASIL. Controladoria Geral da União (CGU). Brasil Transparente: Manual da Lei de Acesso a Informação. 1 ed. Brasília: CGU, Secretaria da Prevenção a Corrupção e Informações Estratégicas, 2013. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2017.

BRASIL. Programa de Eficiência do Gasto: Sustentabilidade no Setor Público, Brasília. 2009: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. Disponível em: . Acesso em: 07 ago. 2017.

BRASIL. Lei nº 9.775, de 16 de dezembro de 1998. Dispõe sobre a criação de “homepage” na “internet”, pelo Tribunal de Contas da União, para divulgação dos dados e informações que especifica, e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 16 dez. 1998. Disponível em: . Acesso em: 22 jun. 2017.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 05 out. 1988.

CAPIBERIBE, Z. I. M.; MARTINS, M. S. Considerações sobre as novas normas brasileiras de contabilidade aplicadas ao setor público e seus impactos, 2012. Disponível em: . Acesso em: 25 jun. 2017.

DIAS, T.; CARIO, S. A. F. Governança Pública: ensaiando uma concepção. Revista Contabilidade, Gestão e Governança, v. 17, n. 3, p. 89-108, 2014.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

HOCH, P. A.; RIGUI, L M; SILVA, R. L. Desafios à concretização da transparência ativa na internet, à luz da lei de acesso à informação pública: análise dos portais dos Tribunais Regionais Federais. Revista Direitos Emergentes na Sociedade Global, v. 1, n. 2, p. 257-286, 2013.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATISTICA-IBGE. Estimativa de População, Rio de Janeiro, 2016. Disponível em: . Acesso em: 15 jul. 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA - IBGC. Código das Melhores Práticas de Governança Corporativa – CMPGC. 5. ed. São Paulo: IBGC, 2015. Disponível em: . Acesso em: 21 jan. 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GOVERNANÇA PÚBLICA - IBGP. Governança Pública-IBGP. Disponível em:< http://forum.ibgp.net.br> Acesso em: 21 jul. 2017

INTERNATIONAL FEDERATION OF ACCOUNTANTS-IFAC. Good Governance in the Public Sector— Consultation Draft for an International Framework, New York: IFAC, 2013. Disponível em:. Acesso em: 03 mar. 2017.

LINCZUK, L. M. W.; OLIVEIRA, A. G. A governança como instrumento para a sustentabilidade da (res)pública: da aplicação no mundo corporativo à Administração Pública. Revista Mineira de Contabilidade, v. 4, n. 48, p. 25-30, 2012.

LISOT, A. Os princípios da governança corporativa no processo de modernização da gestão da segurança pública no Brasil. Revista Ordem Pública, v. 5, n. 1, p. 29-55, 2012.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MARQUES, M. C. C. Aplicação dos princípios da governança corporativa ao sector público. Revista de Administração Contemporânea, v. 11, n. 2, p. 11-26, 2007.

MATIAS-PEREIRA, J. A governança corporativa aplicada no setor público brasileiro. Administração Pública e Gestão Social, v. 2, n. 1, p. 109-134, 2010.

RAMOS, S. S.; VIEIRA, K. M. Matriz LIMPE: Proposta de Ferramenta Gerencial para Mensuração da Governança Pública Municipal. Tecnologias de Administração e Contabilidade, v. 5, n. 1, p. 30-53, 2015.

SANTANA JUNIOR, J. J. B.; LIBONATI, J. J.; VASCONCELOS, M. T. C, SLOMSKI, V. Transparência fiscal eletrônica: uma análise dos níveis de transparência apresentados nos sites dos poderes e órgãos dos Estados e do Distrito Federal do Brasil. REPeC - Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, v. 3, n. 3, p. 62-84, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.19177/reen.v12e12019172-204

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


R. eletr. estrat. neg.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1984-3372

Licença Creative Commons


REEN is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported .