Para além do processo racional de formação de estratégias em universidades públicas: um olhar com foco na teoria da complexidade

Luiza Maria Bessa Rebelo

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo proceder a avaliação do processo de formação de estratégias de gestão em universidades públicas ã luz dos fundamentos da Teoria da Complexidade. Para realizar esta tarefa, se utilizou o referencial teórico sobre organizações universitárias, sobre formação de estratégias e, sobre Teoria da Complexidade e Sistemas Adaptativos Complexos, para edificar o construto que serviu de parâmetro de análise. Trata-se de um estudo descritivo-exploratório, de natureza qualitativa, acerca da dinâmica do processo de formação de estratégia em Planos de Gestão de Instituições de Ensino Superior. A investigação seguiu também o procedimento de um estudo longitudinal com base em análise documental, em entrevistas semi-estruturadas e em observações diretas realizadas na instituição escolhida para estudo de caso. Os resultados da aplicação do construto na instituição estudada evidenciaram que ela orienta seus processos de formação de estratégia, expressos em seus Planos de Gestão, basicamente pelos modelos racional-formal e negociado, mas que vem modificando sua prática no sentido de incorporar também o modelo de construção permanente.


Palavras-chave


Formação de estratégias; Teoria da complexidade; Universidades

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/reen.v1e22008135-158

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


R. eletr. estrat. neg.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1984-3372

Licença Creative Commons


REEN is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported .