Avaliação da maturidade em gestão do conhecimento em Organizações Mineiras

Fabricio Ziviani, Marta Araújo Tavares Ferreira, Sandro Marcio da Silva

Resumo


Este trabalho tem como objetivo analisar a maturidade em gestão do conhecimento em organizações mineiras. O trabalho foi desenvolvido em empresas de vanguarda localizadas em Minas Gerais. Trata-se de uma pesquisa quantitativa de natureza descritiva. O instrumento de coleta de dados foi dividido em sete seções, que correspondem às sete dimensões do diagnóstico de gestão do conhecimento proposto por Bukowitz e Williams (2002). Como técnica de análise de dados para se comparar, para cada organização, as pontuações das dimensões do conhecimento, e também cada fator do conhecimento entre as instituições, foi utilizada a ANOVA e, para as comparações múltiplas, o teste de Tukey. Os resultados do Diagnóstico de Gestão do Conhecimento nas empresas estudadas apontam que o conhecimento e aprendizagem estão embutidos nos processos e na cultura das organizações, e são considerados parte integrante da estratégia empresarial por elas desenvolvida.

 


Palavras-chave


Gestão do Conhecimento; Diagnóstico de Gestão do Conhecimento; Empresas Mineiras.

Texto completo:

PDF/A

Referências


BRITO, L. M. P.; GALVÃO, A. P.; OLIVEIRA, P. W. S. de. Gestão do Conhecimento em empresa internacional de energia. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v.23, n.1, p. 93-103, jan./abr. 2013.

BUKOWITZ, W.R.; WILLIAMS, R.L. Manual de Gestão do Conhecimento: Ferramentas e Técnicas que criam valor para a empresa. Porto Alegre: Bookman, 2002.

CIANCONI, R. Gestão do Conhecimento: visão de indivíduos e organizações no Brasil. Tese (Doutorado) – Escola de comunicação/Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2003. Disponível em: Acesso em: 26 Dez. 2012.

COSTA, I., VASCONCELOS, A.C.F., CÂNDIDO, G.A. Diagnóstico de Gestão do Conhecimento como mecanismo para criação de valor: um estudo exploratório no SEBRAE-PB. Revista Gestão Industrial, Edição especial, v. 5, n. 2, 2009.

DAVENPORT, T.H.; PRUSAK, L. Conhecimento empresarial: como as organizações gerenciam seu capital intelectual. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

DIHL, W.; HOLANDA, L. M. C. de; FRANCISCO, A. C. de; KOVALESKI, J. L. A utilização do diagnóstico de gestão do conhecimento (DCG): um estudo exploratório em empresas incubadas. Anais... XXX ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. São Carlos, SP, Brasil, 12 a 15 de outubro de 2010.

DIHL, W.; HOLANDA, L. M. C. de; FRANCISCO, A. C. de. A utilização do diagnóstico de gestão do conhecimento (DGC): um estudo de caso. Anais... VII Simpósio de Excelência em gestão e Tecnologia. 2010.

FLEURY, A.; FLEURY, M. T. L. Aprendizagem e Inovação Organizacional: As experiências de Japão, Coréia e Brasil. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2011.

GIL, A.C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2006.

MARTINS, G. de A.; THEÓPHILO, C. R. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MONTEIRO, N. A. FALSARELLA, O.M. Um modelo de Gestão da Informação para Aprendizagem Organizacional em Projetos Empresariais. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 12, n. 2, p.81 – 97, maio/ago.2007. Disponível em:. Acesso em: 06 jun. 2012.

MORIN, E. A Inteligência da complexidade. São Paulo: Fundação Petrópolis, 2001.

NONAKA, Ikujiro; TAKEUCHI, Hirotaka. Criação do conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. São Paulo: Elsevier, 1997.

PAIVA, S. B.; FERREIRA, H. M. C. Modelo de Gestão do conhecimento aplicado ao contexto acadêmico: uma percepção de docentes universitários. Anais... XI SemeAd, 2008.

PAULA, D. da R. de.; CIANCONI, R. de B. Práticas da Gestão do conhecimento: caso dos sítios associados ao portal coorporativo da FRIOCRUZ. Perspectivas em Ciência da Informação, v.12, n. 2, p.49-63, maio/ago. 2007.

POPADIUK, S. Gestão de conhecimento de reclamações de clientes de call centers. Revista de Administração Mackenzie, v. 10, n. 2, mar./abr., 2009.

RODRIGUES, J. F. R.; et al. A percepção dos gestores sobre as sete dimensões da gestão do conhecimento e das práticas gerenciais: um estudo de caso em uma indústria metalomecânica. Associação Educacional Dom Bosco, SEGeT – Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, 2009. Disponível em: . Acesso: em 19 Out. 2012.

RODRIGUEZ, M. V. R. Gestão Empresarial: Organizações que aprendem. Rio de Janeiro: Qualitymark: Petrobras, 2002.

SENGE, P. M. A quinta disciplina: arte e prática da organização que aprende. Rio de Janeiro: BestSeller, 2011.

SILVA, F. T.; et al. O Processo de Gestão do Conhecimento em Redes Interorganizacionais: Um estudo com empresas juniores de Minas Gerais. Anais... XXXIV Encontro da ANPAD, Rio de Janeiro, 25 a 29 de Setembro de 2010.

SILVA, R.J., SICSÚ, A.B., CRISÓSTOMO, A.P. Identificação de Processos de Conhecimento – Estudo Multicaso em APL de Calçados de Campina Grande. Revista Gestão Industrial, Edição especial, v. 5, 2009.

SILVA, R. J. A.; SANTOS, J. N. d., GUIMARAES JUNIOR, D. Avaliação da gestão do conhecimento na esfera pública: estudo de caso no grupamento de bombeiros de Campina Grande – PB. Anais... SIMPOI, 2010.

TAKEUCHI, H; NONAKA, I. Gestão do conhecimento. Porto Alegre: Bookman, 2008.

VASCONCELOS, M. C. R. L. de; FERREIRA, M. A. T. O processo de aprendizagem e a Gestão do Conhecimento em empresas mineiras de vanguarda. In: ENCONTRO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, n. 26, 2002, Salvador. Anais... Salvador: ANPAD, 2002.

ZIVIANI, F. A dinâmica do conhecimento e inovação no setor elétrico brasileiro: proposta de um conjunto de indicadores gerenciais. 2012. 321 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Escola de Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Belo Horizonte, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.19177/reen.v8e12015239-263

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


R. eletr. estrat. neg.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1984-3372

Licença Creative Commons


REEN is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported .