A indústria de cosméticos sob a perspectiva do empreendedorismo e da capacidade dinâmica

Juliana Cristina Gallas, Sandra Martins Lohn Vargas, Fernando César Lenzi

Resumo


O estudo visa a relacionar o empreendedorismo e a inovação à capacidade dinâmica voltada para o mercado de beleza, identificando características, mobilização de recursos e o desenvolvimento de capacidades que contribuem para a atividade com inovação. As evidências empíricas foram obtidas por meio de um estudo de caso qualitativo e exploratório e de uma entrevista com o diretor da empresa estudada, que se localiza na região da Grande Florianópolis. Observaram-se evidências sobre como ocorre a mobilização de recursos e o desenvolvimento de capacidades para a estratégia da inovação, apresentando formas de comunicação adotadas pela empresa e de se criar conhecimento.


Palavras-chave


Empreendedorismo; Inovação; Capacidades Dinâmicas.

Texto completo:

PDF/A

Referências


ABDI. AGÊNCIA BRASILEIRA DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL. Estudo prospectivo da indústria de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos. Brasília: Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, 2009. (Série Cadernos da Indústria ABDI, 13).

AHMAD, N. H; RAMAYAH, T. WILSON, C; KUMMEROW, L. Is entrepreneurial Competency and business success relationship contingent upon business environment? A study of Malaysian SMEs. International Journal of Entrepreneurial Behaviour & Research, v. 16, n. 3, p. 182-203, 2010.

BARNEY, J. B. Firm resources and sustained competitive advantage. Journal of Management, v. 17, n. 1, p. 99-120, mar., 1991.

BARNEY, J. B. Is the resource-based “view” a useful perspective for strategic management research? yes. Academy of Management Review, v. 26, n. 1, p. 41-56, 2001.

BARNEY, J. B.; WRIGHT, M.; KETCHEN JR., David J. The resource based view of the firm: ten years after 1991. Journal of Management, v. 27, p. 625-641, 2001.

CAMPELLI, Magali G.; CASAROTTO FILHO, Nelson; BARBEJAT, Myriam E.; MORITZ, Gilberto O. Empreendedorismo no Brasil: situação e tendências. Revista de Ciências da Administração, v. 13, n. 29, p. 112-132, jan./abr. 2011.

COSTA, A. M. da; BARROS, D. F.; CARVALHO, J. L. F. A dimensão histórica dos discursos acerca do empreendedor e do empreendedorismo. Revista de Administração Contemporânea, Curitiba, v. 15, n. 2, art.1, p. 179-197, mar./abr. 2011.

COVIN, J.; SLEVIN, D. A conceptual modelo of entrepreneurship as firm behavior. Entrepreneurship Theory and Pratice, v. 16, n. 1, p. 7-25, 1991.

EISENHARDT, K.; MARTIN, J. Dynamic capabilities: what are they? Strategic Management Journal, v. 21, n.10/11, p.1105-1121, 2000.

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA. Programa de Desenvolvimento Industrial Catarinense: desenvolvimento sustentável. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2015.

GROSSI, R.; OLIVEIRA, J. B. As particularidades das pequenas empresas sob a ótica do empreendedorismo e da teoria do processo de formação das estratégias. In: ENCONTRO

NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMNISTRAÇÃO, 33, 2009, São Paulo. Anais... São Paulo, 19-23, set. 2009.

GUERRA, R.; CHIAPPIN, M.; BERTONI, R.; OLEA, P.; DORION, E. Overview of international publications on the innovation process: a bibliometric study. Independent Journal of Management & Production, v. 6, n. 1, jan./mar. 2015.

HAUKNES, J. Services in innovation: innovation in services. Oslo: STEP group, STEP, Storgaten, 1998.

HSIEH, Y. H.; CHEN, Hai Ming. Strategic fit among business competitive strategy, human resource strategy, and reward system. Academy of Strategic Management, v. 10, n. 2, 2011.

GAPP, R; FISHER, R. Developing an intrapreneur: led three-phase model of innovation. International Journal of Entrepreneurial Behaviour & Research, v. 13, n. 6, p. 330-348, 2007.

KUBOTA, Luís Claudio. As KIBS e a inovação tecnológica das firmas de serviços. Economia e Sociedade, Campinas, v. 18, n. 2, p. 349-369, ago. 2009.

LEONARD-BARTON, D. Core capabilities and core rigidities: a paradox in managing new product development. Strategic Management Journal, v. 13, p. 111-125, 1992.

LOBIANCO, M. M. L.; RAMOS, Anatália Saraiva Martins. Uso da internet no setor de hotelaria de recife-PE. RAE- Eletrônica, v. 3, n. 2, art. 16, jul./dez. 2004.

MICHEL, M. H. Metodologia e pesquisa científica em ciências sociais. São Paulo: Atlas, 2005.

OCDE. ORGANIZAÇÃO PARA COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO. Manual de Oslo: diretrizes para coleta e interpretação de dados sobre inovação. 3. ed. [S.l.]: OECD; OCDE, 2005.

OKAMOTTO, P. Higiene pessoal, perfumaria e cosméticos. Caderno de Tendências, ano 2, n. 2, 2011.

PEREIRA, J. M.; BARBOSA, J. G.; BOUZADA, M. A.; FREITAS, A. S. Relação entre inovação e estratégia: um estudo de caso em uma empresa de TIC. Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, Florianópolis, v.7, n.2, maio/ago. 2014.

PRAHALAD, C. K. A riqueza na base da pirâmide: como erradicar a pobreza com o lucro. Porto Alegre: Bookman, 2005.

RAMALHO, L.; SOARES, F.; ARAÚJO, R. A ótica da oportunidade empreendedora: um estudo de caso com os micro e pequenos empreendedores de Mossoró/RN. Revista Eletrônica Estratégia e Negócios, Florianópolis, v.6, n.2, p.95-127, maio/ago. 2013.

ROESCH, S. M. A. Projetos de estágio e de pesquisa em administração:

Guia para estágios, trabalhos de conclusão, dissertações e estudos de caso. 2. ed. São Paulo:

Atlas, 1999.

SACRAMENTO, P.; TEIXEIRA, R. Tipos de inovações em pequenas e médias empresas turísticas. Race, Joaçaba, v. 14, n. 1, p. 383-404, jan./abr. 2015.

SARQUIS, A.; FIATES, G.; KAHN, A.; CALVALCANTI, F. Empreendedorismo inovador no polo tecnológico de Florianópolis. Revista Eletrônica Estratégia e Negócios, Florianópolis, v.7, n.3, set./dez. 2014.

SCHUMPETER, Joseph Alois. The theory of economic developmet. New York: Oxford University Press, 1961.

SUZIN, J.; GONÇALO, C. R.; SOUZA, Y. S. Capacidade estratégica de uma empresa calçadista no Brasil: o caso Olympikus. Revista de Ciências da Administração, Florianópolis, v. 9, p. 105-122, 2007.

TEECE, D. J.; PISANO, G.; SHUEN, A. Dynamic capabilities and strategic management. Strategic Management Journal, v. 18, n. 7, p. 509-533, ago. 1997.

TIDD, J.; BESSANT, J.; PAVITT, K. Gestão da inovação. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2008.

TIMMONS, J. A. Characteristics and role of entrepreneurship. American Journal of Small Business, v. 3, n.1, p. 5-17, 1978.

VARIS, M.; LITTUNEN, H. Types of innovation, source of information and performance in entrepreneurial SMEs. European Journal of Innovation, v. 13, n. 2, p. 128-154, 2010.

WINTER, S. Understanding dynamic capabilities. Strategic Management Journal, v. 24, p. 991-995, 2003.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.19177/reen.v8e12015170-198

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


R. eletr. estrat. neg.Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1984-3372

Licença Creative Commons


REEN is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported .