Rompimento do modelo epistemológico mimético

Antônio Jackson de Souza Brandão

Resumo


A mimese como modelo epistemológico teve seu apogeu no século XVII, para entrar em declínio nos séculos seguintes. Com seu rompimento, perderam-se os modelos de representação que também permearam a cultura ocidental por séculos e, a partir do século XIX, a subjetividade assume o papel preponderante na arte. Mais do que uma mudança na percepção da arte, verificou-se uma mudança na percepção do mundo que cerca o homem, cuja grande influência deveu-se à fotografia.

Palavras-chave


Mimese; Iconologia; Representação; Seiscentismo; Iconofotologia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rcc.v6e12011143-160

R. crít. cult., Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1980-6493

Licença Creative Commons
Revista Crítica Cultural de http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Critica_Cultural/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.