Espaço feminino nas competições de poesias Slam: discurso de resistência na performance de Gabz

Cilene Margarete Pereira, Domynique Roberta de Oliveira Esposito

Resumo


As Competições ou batalhas de poesias Slam têm sido compreendidas como um movimento social urbano de poetas-Slammers da periferia, que se juntam em espaços públicos para uma competição de poesia falada, na qual questões da atualidade são debatidas de forma poetizada e politizada. O movimento tem recebido maior visibilidade pela mídia digital, através das publicações realizadas pelas comunidades Slams em suas plataformas virtuais, revelando o espaço virtual como importante veículo de exercício da subpolítica. Considerando o exposto, este artigo objetiva analisar a performance poética feita pela jovem Slammer Gabz, no Slam do Grito filmes, veiculada no facebook. Na performance, são observados o discurso poético de Gabz, partindo do seu “lugar de fala”, conforme entendido por Djamila Ribeiro (2017), no qual ela denuncia a violência contra a mulher negra da periferia.

Palavras-chave


Poesia; Slam; Performance; Subpolítica

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rcc.v14e1201999-110

R. crít. cult., Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1980-6493

Licença Creative Commons
Revista Crítica Cultural de http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Critica_Cultural/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.