Nação, um discurso simbólico da modernidade

Márcia Fagundes Barbosa

Resumo


Este artigo promove uma discussão teórica a respeito de três questões fundamentais: nação, identidade nacional e raça. Partindo, principalmente do estudo de Homi Bhabha em O local da Cultura, afirma-se a idéia de nação enquanto narração cultural, a qual comporta uma temporalidade dupla (passado e presente) e descontínua (moderna, colonial, nativa, masculina, etc.) revelando as identificações culturais de um grupo através de uma disputa de forças entre estes tempos diversos. A raça e a diferença cultural entram nesse contexto teórico como um meio de entender o discurso da modernidade.

Palavras-chave


Nação; Identidade cultural; Raça; Diferença; Cultura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rcc.v6e12011203-216

R. crít. cult., Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1980-6493

Licença Creative Commons
Revista Crítica Cultural de http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Critica_Cultural/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.