O lenhador, uma releitura de Chapeuzinho Vermelho

Rosângela Fachel de Medeiros

Resumo


Esse artigo, na tradição dos estudos comparatistas interdisciplinares, analisa o filme O lenhador como releitura e recriação do conto de fadas Chapeuzinho Vermelho, investigando os diálogos intertextuais que instaura com as duas versões mais famosas da estória infantil, a de Charles Perrault e a dos Irmãos Grimm. A investigação desses entrecruzamentos centra-se na questão da pedofilia que é tratada abertamente no filme e de maneira simbólica nos contos. Com esse intuito, é também abordado o romance Lolita, de Vladimir Nabokov, obra emblemática no tratamento do tema, que se configura como um ponto de confluência para as narrativas analisadas e traz para a discussão outra obra da literatura infantil, Alice no país das maravilhas, de Lewis Carroll.

Palavras-chave


Cinema; Literatura; Contos de fadas; Pedofilia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rcc.v6e1201185-104

R. crít. cult., Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1980-6493

Licença Creative Commons
Revista Crítica Cultural de http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Critica_Cultural/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.