"Cuando las palabras (y el exceso) mandan"sobre Denzil Romero

Mónica Marimone

Resumo


O venezuelano Denzil Romero reescreve a História a partir da Literatura, situado na irreverência. Este artigo desenvolve algumas idéias sobre seus romances La esposa del Dr. Thorne (1988) e La Carujada (1990), sobre vida e obra da amante de Simón Bolívar e de Pedro Carujo, um dos que atentaram contra a vida de Bolívar, respectivamente. Da consideração dos eixos EDUCAÇÃO e JUSTIÇA, reconstrói um arquivo (imaginário) através do qual Romero investe nos debates entre pensadores franceses da época revolucionária, algumas fontes primárias dos escritos do século XIX latino-americano, especialmente os de S. Bolívar.

Palavras-chave


Literatura; história; revolução; erotismo; Romero

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rcc.v3e2200840-42

R. crít. cult., Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1980-6493

Licença Creative Commons
Revista Crítica Cultural de http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Critica_Cultural/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.