A condição feminina no conto “Sweat” de Zora Neale Hurston

Jose Vilian Mangueira, Francisco Edson Gonçalves Leite

Resumo


EEste artigo tem como objetivo analisar o conto “Sweat”, da escritora norteamericana Zora Neale Hurston. A análise, orientada a partir da perspectiva da crítica feminista, terá como fundamentação teórica os estudos pioneiros de Butler (2003), Gilbert e Gubar (2000) e Scott (1995). No conto, a protagonista Delia, uma mulher negra e pobre que vive numa pequena cidade dos Estados Unidos e sustenta a casa com seu ofício de lavadeira, vivencia uma série de conflitos internos e externos reflexos de um casamento que há anos mostrava sinais de fracasso. Mostraremos que, ao se inserir no contexto de uma sociedade caracterizada pelo patriarcalismo, a narrativa apresenta a trajetória de uma mulher submetida pelo esposo a agressões físicas e psicológicas e ao constrangimento da traição. Desse modo, o percurso da personagem na narrativa é definido como um calvário e diretamente relacionado à sua condição social e, principalmente, de gênero.

Palavras-chave


Representação do feminino. Gênero. Zora Neale Hurston. Crítica feminista.Personagens femininos

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rcc.v12e22017283-293

R. crít. cult., Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1980-6493

Licença Creative Commons
Revista Crítica Cultural de http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Critica_Cultural/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.