Os espaços de recepção transnacional dos filmes: propostas para uma abordagem semiopragmática

Mahomed Bamba

Resumo


Quais são as determinações contextuais e institucionais que intervêm na recepção transnacional dos filmes? Seguindo uma linha de reflexão que se situa entre as abordagens geopolítica e semiopragmática do cinema contemporâneo, tecemos algumas considerações teóricas e metodológicas sobre os modos de leitura e interpretação do world cinema nos espaços acadêmicos. Revisamos as principais concepções teóricas sobre o fenômeno de “transnacionalidade” cinematográfica. Examinamos a lógica de formação de comunidades de interpretação, os sistemas de valores e os horizontes de expectativas no conjunto heteróclito definido por Elsaesser e Hagener (2010) como “comunidade transnacional de ideias”. Partimos dessa categoria (geográfica e, ao mesmo tempo, teórica) para repensar os estudos do world cinema como um campo de microespaços de comunicação, de recepção e de leitura fílmica (ODIN, 2011). É nessa reconstrução teórica que reavaliamos, por fim, a problemática dos (in)variantes no processo de negociação dos sentidos dos filmes contemporâneos africanos no “espaço discursivo” universitário.

Palavras-chave


Cinema transnacional; Recepção; Cinema africano; Semiopragmática

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rcc.v8e22013219-237

R. crít. cult., Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1980-6493

Licença Creative Commons
Revista Crítica Cultural de http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Critica_Cultural/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.