Refabular a história a partir de restos

Alexandra Espindola

Resumo


Este ensaio contempla a possibilidade de ler o conto “Ruínas”, do livro Horto de Mágoas, de Gonzaga Duque, e a tela “Caipira picando fumo”, de Almeida Junior, pretendendo entender a (re)construção de um presente a partir de seus restos. Nesta perspectiva, buscamos nos fragmentos – vistos por Walter Benjamin como a maneira pela qual as coisas olham para o mundo – pistas de como o antigo pode ser visto no “novo”. Observamos, assim, esse texto e essa pintura do fimde-século brasileiro como o “novo” tentando obliterar o antigo e este como parte daquele. Para reler esses objetos de arte, os tiramos da biblioteca, aquela que ordena, fixa e hierarquiza, e os colocamos no arquivo, que possibilita a reorganização, o movimento, a releitura, a refabulação de uma história.

Palavras-chave


Refabulação; Ruínas; Biblioteca; Arquivo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19177/rcc.v0e02009285-290

R. crít. cult., Universidade do Sul de Santa Catarina, Santa Catarina, ISSN 1980-6493

Licença Creative Commons
Revista Crítica Cultural de http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Critica_Cultural/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.